Meu nome é Ingrid Farias, sou uma mulher negra, bisexual, mãe, favelada e nordestina. E essa última identidade me fez pensar em como seria a repercussão de uma execução como essa se o território fosse esse que eu vivo, o Recife

A arquiteta e feminista negra, Stephanie Ribeiro, escreveu para o Alma Preta sobre como grupos políticos majoritariamente brancos se utilizam da morte de figuras negras para as transformar em bandeiras. Para ela, parece que o corpo negro importa mais depois de morto do que em vida, para determinados segmentos

RSS

feed-image RSS

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com

Mais Lidos