exto: Divulgação / Edição de Imagem: Pedro Borges

O projeto Deus é um trabalho prático de conclusão do curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal de Pelotas, de Débora Mitie, Huli Balász e Vinícius Silva. A obra consiste na produção de um filme curta-metragem híbrido, entre documentário e ficção, o qual aborda a força de uma mãe negra da periferia de São Paulo e sua divina influência sobre o filho. A equipe também é composta por alunos de outros semestres do curso, como Gabriela Montezi e Rodrigo Acedo, além da recém formada Jacqueline Almeida.

Acompanhando a rotina de Roseli, o filme visa expor as adversidades impregnadas no cotidiano de mulheres negras da periferia que batalham para garantir seu sustento e, especialmente, o de seus filhos. A produção também não apresenta apenas os aspectos negativos de sua vivência, já que a vida não se limita aos sofrimentos. Sem entrevistas,Deus é como observar uma semana desta mulher e seu filho, condensada entre 15 e 20 minutos. É um retrato do ciclo repetitivo que se renova a cada segunda-feira.

Temos como trilha musical a musica Mãe do rapper Emicida,  que apoiou o projeto e autorizou a utilização  da música sem ônus para o filme. 

O filme será inscrito inicialmente em mostras e festivais de cinema, nacionais e internacionais. Pretende-se circular, contudo, em ambientes não acadêmicos e periferias do Brasil, trazendo para comunidade local da exibição questionamentos e debates pertinentes à obra. Com esse filme, esperamos contribuir com a sociedade promovendo reflexões, não somente sobre cinema, mas também sobre algumas questões sociais que afetam o cotidiano de mulheres, negras,  mães, solteiras, e de toda periferia do nosso país.

Foto: Obra destaca o papel social da mulher negra

Para viabilizar o projeto colocamos no ar uma campanha de financiamento, a qual pretendemos pagar os custos operacionais, assim como remunerar a equipe e a família de Roseli.

Aqui segue links do projeto:

Teaser: https://www.youtube.com/watch?v=dVXAhSKNfo4

Pagina no Facebook: https://www.facebook.com/projetofilmedeus/

Campanha de financiamento coletivo: http://www.kickante.com.br/campanhas/projeto-filme-deus-0

Evento: https://www.facebook.com/events/1341696295845122/

Vídeo explicando a origem do filme: https://www.facebook.com/projetofilmedeus/videos

Texto: Divulgação / Edição de Imagem: Solon Neto

Campanha destaca a imagem da favela para “muito além do que se vê”

Já pesquisou a palavra “favela” no banco de imagens do Google? Logo na primeira página do site de busca, a tela do computador é ocupada por fotos e cenas de violência, pobreza, tráfico de drogas entre outras. A favela é apresentada majoritariamente, para moradores ou não, como um lugar de carência, um território essencialmente violento e perigoso. Para muitos, o Google sabe e mostra tudo. Será?

convitefavelaIdealizada pelos jovens da Escola Popular de Comunicação Crítica, projeto do Observatório de Favelas, a campanha Favela 3D pretende disputar o imaginário popular mostrando a favela como local de potência e favelados e faveladas como protagonistas da cidade, ampliando a perspectiva da favela, revelando a realidade para “muito além do que se vê”.

A partir dos três D’s (Disposição, Diversidade e Direitos), a campanha começa com uma ação de disposição, realizando intervenções artísticas com stencil – técnica ligada ao grafiti para aplicações rápidas de imagem –  nos muros da cidade. Destacando a diversidade, no dia 19, em plena Maré, acontece um Flash Mob misturando dançarinos de passinho e instrumentistas da Orquestra Maré do Amanhã (o vídeo ao vivo no facebook já está com mais de 25 mil visualizações) . Fechando as ações, serão instaladas faixas nas passarelas da Avenida Brasil com frases retiradas da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Na sexta (20), começa a segunda etapa da campanha: a Conferência 3D. Nos dias 20,21 e 22 acontece a Ocupação 10 anos da Cia Marginal com exibição de peças teatrais da Cia seguida de bate-papo com os atores. Na quarta-feira (25), o Papo 3D levará ao público experiências positivas de pessoas que atuam dentro das favelas do Rio, além da exibição do documentário “Quem são os markers da favela?”. A festa de encerramento das ações e formatura dos alunos será no dia 28 de maio.

 

Todas as atividades são abertas e gratuitas.

Serviço:

Conferência 3D

20/05,21/05 e 22/05 (sexta, sábado e domingo) – Ocupação 10 anos da Cia Marginal
20/05 – 19h – Vai

20h – Qual é a nossa cara

21/05 – 19h – Ô Lili

22/05 – 19h – Eles não usam tênis Naique + bate-papo com os atores
Local: Centro de Artes da Maré – Rua Bitencourt Sampaio, 181, Maré

25/05 (quarta-feira) – Papo 3D +  exibição dos filmes “Quem são os makers da favela?” + as exposições fotográficas Corprojeção, Amarévê

Horário: 18h

Local: Galpão Bela Maré – Rua Bitencourt Sampaio, 169, Maré

28/05 (sábado) – Festa de encerramento

Horário: 19h

Local: Galpão Bela Maré – Rua Bitencourt Sampaio, 169, Maré.

RSS

feed-image RSS

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
contato(@)almapreta.com

Mais Lidos