fbpx

Iniciativa ganhará mais força em uma live de 24 horas que acontecerá entre os dias 8 e 9 de maio

Texto: Nataly Simões | Edição: Simone Freire | Imagem: Pixabay

Com mais de 26 mil casos confirmados de Covid-19, o novo coronavírus, no estado de São Paulo, e mais de 2.200 mortes, os times de futebol de várzea da região metropolitana estão mostrando que a rivalidade dentro dos campos não se sobrepõe à solidariedade.

Os clubes das zonas Norte, Sul, Leste e Oeste da capital paulista e de cidades da região metropolitana, como o ABCD, Caieiras e Osasco, se uniram na campanha “Várzea sem Fome” para arrecadar doações de alimentos para os moradores das periferias, população mais atingida pelos efeitos econômicos da pandemia.

Em 14 pontos de arrecadação espalhados por São Paulo, times como o G.R Inajar de Souza, da região da Brasilândia, periferia da zona Norte, recebem doações de cestas básicas que serão destinadas às populações mais vulneráveis.

O diretor de esportes do clube Inajar de Souza, Ricardo Bogha, conhecido como Magrão, conta que os times de futebol de várzea têm características que ultrapassam as barreiras do esporte, como a da solidariedade.

“A maioria dos times nascem nas periferias, como é o caso do Inajar, que é da Favela da Divinéia. Quem vive o futebol de várzea conhece a realidade e as dificuldades que os moradores da periferia vivenciam. Daí surge a importância de uma campanha para a arrecadação de alimentos”, explica.

“O governo diz para as pessoas ficarem em casa, lavarem as mãos e passar álcool em gel. Sabemos que isso é importante. O que não falam é sobre a população da periferia que está passando fome enquanto o auxílio de R$ 600 não chega”, acrescenta.

A iniciativa ganhará ainda mais força com a realização de uma live de 24 horas entre os dias 8 e 9 de maio. O objetivo é aumentar o número de doações por meio do sorteio de itens como camisetas dos times, que representam as quebradas. A live será transmitida pela webtv TVILA e o Futebol é Coisa Séria (FCS).

Nas redes sociais, personalidades como o cantor Chrigor já manifestaram apoio à campanha e chamaram o público para acompanhar a transmissão ao vivo.

Os alimentos arrecadados serão divididos em cotas iguais e entregues às populações de periferias de São Paulo, do ABC, Caieiras e Osasco, conforme explica Sindy Rodrigues Souza dos Santos, vice-presidente do Esporte Clube Explosão Vila Joaniza, da zona Sul.

“As cestas arrecadadas serão divididas em treze cotas iguais e doze delas serão entregues para distribuição nas comunidades dos pontos de entrega e uma cota será destinada à instituições cadastradas previamente e que estão ajudando a combater os efeitos da pandemia. Muitas famílias estão dependendo dessa ajuda para se alimentarem, por isso, é necessário arrecadar o máximo de alimentos possível”, conta Santos, que também é membra do Grupo Mulheres da Várzea, coletivo com o objetivo de mostrar a importância e o respeito à mulher no futebol de várzea.

As pessoas interessadas em contribuir com a campanha podem realizar doações em algum dos 14 pontos de arrecadação ou realizar um depósito financeiro para a compra de cestas básicas. A conta que irá arrecadar as doações é a da vice-presidente do Esporte Clube Explosão da Vila Joaniza.

Banco Inter
Agência: 001
Conta-corrente: 3143898-9
Sindy Rodrigues Souza dos Santos
CPF: 369384368-60

 O povo preto quer narrar suas histórias

Vivemos em um mundo de disputa. Nossa sociedade tem profundas marcas das desigualdades que foram desenhadas ao longo da história. Na atualidade parece que há espaço para debate, a tão falada representatividade está sobre a mesa.
Mas o povo preto quer mais. Queremos narrar nossas próprias histórias. Queremos ter direito de fala não somente quando essa é concedida. Somos múltiplos, somos muitos e plurais. A ótica de ser preto no Brasil se revela como um espectro, tamanha a diversidade dos povos ancestrais que nos originaram, e a variedade de experiências que podemos ter e ser. Pertencer. O que nos conecta é pele.

Apoie o Alma Preta e nos ajude a continuar contando todas essas histórias.

Vamos fazer jornalismo na raça!

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com