fbpx

Programa Corra para o Abraço distribuiu mais de uma tonelada de alimentos para pessoas em situação de vulnerabilidade

Texto e Imagem / Divulgação

O Programa Corra pro Abraço, da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado da Bahia, completou a segunda semana da campanha “Coronavírus: #CorraParaAPrevenção” com um total de 1614 atendimentos, distribuição de 1305 kits-lanche e 1382 kits de higiene pessoal para as pessoas atendidas nas ações de campo.

Também foi distribuída uma média de 1124 kg de mantimentos e um total de 158 kits com itens de higiene pessoal, para cinco instituições que fornecem alimentação para pessoas em situação de extrema vulnerabilidade.

A campanha do Corra pro Abraço no contexto do Coronavírus se estrutura em três frentes principais: a atuação itinerante das equipes multidisciplinares nos territórios; o funcionamento na Unidade de Apoio à Rua (UAR) - um equipamento (contêiner) do Corra que fica instalado no Largo dos Mares realizando atendimentos na região desde 2019; e a distribuição de mantimentos para instituições parceiras. A campanha conta com uma parceria com o programa “Bahia. Estado Voluntário”, através da plataforma Bahia Voluntária.

Nesta primeira etapa da campanha, foi proposta uma meta de mil atendimentos nas primeiras duas semanas e, conforme o crescimento da demanda e envolvimento da equipe, o resultado superou a projeção em mais de 50%.

Unidade de Apoio à Rua: A dinâmica na UAR no Largo dos Mares foi intensa nestas duas semanas de atividade, tendo sido o território mais movimentado, com uma soma de 762 atendimentos. Com uma equipe de profissionais da Psicologia, Redução de Danos, Direito e Assistência Social, a unidade distribuiu um total de 1200 kits, entre kits de higiene pessoal e kits-lanche, além de água mineral e material informativo sobre o novo coronavírus.

A UAR conta com uma estrutura de chuveiro e sanitário, onde as pessoas podem para pegar os kits e realizar a higiene pessoal durante essa semana. A ação representou um crescimento exponencial na quantidade de atendimentos da unidade, cuja média semanal gira em torno de 100 atendimentos em dias normais

Ação no Campo: A ação itinerante das equipes multidisciplinares está seguindo o formato já adotado no trabalho de extensão do Corra pro Abraço, expandindo para alguns territórios. Comércio, Água de Meninos, Pela Porco, Gravatá, Campo da Pólvora, Piedade, Gamboa, Aquidabã, Chácara do Santo Antônio, Baixa do Fiscal e Itapuã foram os territórios contemplados nestas duas semanas.

O critério de escolha dos territórios vem sendo atualizado, semanalmente, a partir da demanda de cada região. Estão sendo priorizados territórios com alta concentração de populações em situação de rua e onde outros serviços ainda não estão disponíveis

A intervenção das equipes multidisciplinares vem acontecendo no turno vespertino, entre 14h e 16h, com duas equipes se dividindo em áreas diferentes da cidade. Durante as saídas, as equipes também distribuem insumos, tal como na UAR, e conversam com as pessoas com orientações sobre a prevenção e o combate à proliferação do novo coronavírus.

Todas as saídas contam com a presença de uma profissional da saúde, a partir de uma parceria com o Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia, que realizou treinamentos com a equipe sobre cuidados em relação à segurança e saúde dos profissionais e dos assistidos. Na segunda semana, as atividades se estenderam para os bairros de Itapuã e Chácara de Santo Antônio.

Doações: A estratégia da campanha “Coronavírus: #CorraParaAPrevenção” também se estruturou em torno da arrecadação financeira e respectiva reversão das doações em mantimentos e itens de higiene para instituições fornecedoras de alimentação para pessoas em situação de extrema vulnerabilidade.

Em duas semanas, foram distribuídos 1124 kg de mantimentos e 158 kits de higiene pessoal, doados para cinco instituições: Casa da Irmã Violeta, que atende pessoas na região do Bonfim; Projeto Metanóia, que trabalha com pessoas em situação de uso abusivo de drogas na região do Barbalho, e pro MSTB - Movimento Sem Teto da Bahia; Associação Casa de Apoio Deus é Fiel (Calabetão); e Casa de Acolhimento Regaste de Cristo (São Cristóvão). As doações foram distribuídas conforme a demanda apresentada por cada instituição.

A campanha tem contato com apoio de diversos doadores e doadoras, desde pessoas que nos procuram pelas nossas redes sociais, aquelas que doam via transferência bancária, até instituições parceiras como o Esporte Clube Bahia, o Cortejo Afro e a Souza Cruz.

As doações estão sendo arrecadadas na sede do Corra, na Ladeira da Independência, em Nazaré, na sede da ONG ComVida, em Itapoã e na sede do Mouraria 53, organização parceira da campanha cuja sede funciona no bairro da Mouraria. Também estão sendo recebidas doações em dinheiro, através de transferência bancária, cujos valores são revertidos em kits para as ações de campo e mantimentos para instituições que fornecem alimentação para pessoas em situação de vulnerabilidade social.

O programa Corra pro Abraço segue com a campanha “Coronavírus: #CorraParaAPrevenção”, direcionando as ações campo, priorizando territórios com alta concentração visto que a procura por orientações e insumos tem sido crescente no contexto da pandemia. Semanalmente, é feita uma avaliação coletiva sobre os protocolos recomendados pelos órgãos competentes para direcionar sobre o formato e a continuidade das ações.

Conta para depósito das doações em dinheiro:

● Banco do Brasil - Agência: 3457-6 | Conta-Corrente: 71280-9 | Titular: Comunidade Cidadania e Vida

Endereços para entrega de material:

● Casarão 53, Rua da Mouraria. Nazaré ● Sede do Corra pro Abraço, Ladeira da Independencia, 247, Nazaré ● Rua Curva do Vinicius, qd 09, lote 13, Itapua. Rua ao lado esquerdo do Restaurante Caranguejo do Tchê

 O povo preto quer narrar suas histórias

Vivemos em um mundo de disputa. Nossa sociedade tem profundas marcas das desigualdades que foram desenhadas ao longo da história. Na atualidade parece que há espaço para debate, a tão falada representatividade está sobre a mesa.
Mas o povo preto quer mais. Queremos narrar nossas próprias histórias. Queremos ter direito de fala não somente quando essa é concedida. Somos múltiplos, somos muitos e plurais. A ótica de ser preto no Brasil se revela como um espectro, tamanha a diversidade dos povos ancestrais que nos originaram, e a variedade de experiências que podemos ter e ser. Pertencer. O que nos conecta é pele.

Apoie o Alma Preta e nos ajude a continuar contando todas essas histórias.

Vamos fazer jornalismo na raça!

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com