fbpx

Casa Afrolatinas, na periferia de Brasília, oferecerá suporte para as comunidades atuarem, concretizarem e promoverem suas potencialidades

Texto: Redação | Edição: Nataly Simões | Imagem: Andrea Piacquadio/Pexels

Gestada a partir do maior festival de mulheres negras da América, o Latinidades, a Casa Afrolatinas é inspirada nos antigos modelos de lan house e nos novos desafios em tempos de digitalização. O objetivo da casa é oferecer suporte para as comunidades atuarem, concretizarem e promoverem suas potencialidades.

Para isso, foi criada uma campanha de financiamento coletivo que está a menos de 20% de alcançar a meta de R$ 90 mil para viabilizar a existência do espaço.

Os articuladores da Casa lembram que internet, estrutura e tudo aquilo que pode ser considerado básico para alguns, ainda não é realidade para a população negra. O sonho de mudar essa realidade encontrou lugar no Varjão, uma comunidade periférica de Brasília com a população de 80% de pessoas negras e que escancara a dualidade existente entre a proximidade física do Plano Piloto e a distância no acesso às oportunidades.

“Assim como a nossa história é coletiva, a construção deste sonho também. Uma das formas de somar forças neste primeiro momento é contribuindo com a nossa campanha de financiamento coletivo. Nessa campanha, cada 1 real doado vira 3. Cada real vale muito”, diz comunicado dos articuladores.

Para contribuir, basta acessar a página da Casa Afrolatinas na Benfeitoria.

 

 O povo preto quer narrar suas histórias

Vivemos em um mundo de disputa. Nossa sociedade tem profundas marcas das desigualdades que foram desenhadas ao longo da história. Na atualidade parece que há espaço para debate, a tão falada representatividade está sobre a mesa.
Mas o povo preto quer mais. Queremos narrar nossas próprias histórias. Queremos ter direito de fala não somente quando essa é concedida. Somos múltiplos, somos muitos e plurais. A ótica de ser preto no Brasil se revela como um espectro, tamanha a diversidade dos povos ancestrais que nos originaram, e a variedade de experiências que podemos ter e ser. Pertencer. O que nos conecta é pele.

Apoie o Alma Preta e nos ajude a continuar contando todas essas histórias.

Vamos fazer jornalismo na raça!

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com