fbpx
 

bannerlimpo

Os apoios serão com intercâmbios, cursos de idiomas, pós graduação, entre outros; inscrições, exclusivamente online, vão até 4 de novembro

Texto: Redação | Edição: Nataly Simões | Imagem: DiCampana Foto Coletivo

A Fundação Tide Setubal está com inscrições abertas até o dia 4 de novembro para o Edital Caminhos, que vai selecionar 30 lideranças negras e de origem periférica para apoios financeiros de até 15 mil reais cada, a serem aplicados no aprimoramento individual para potencializar a sua atuação em diversas áreas.

O intuito é apoiar lideranças negras de origem periférica que aspirem transformar e aprimorar suas competências e habilidades pessoais para revigorar e fortalecer suas atuações sociais, políticas e profissionais, tanto no mercado de trabalho quanto no campo do empreendedorismo. Os selecionados também terão a oportunidade de receber uma mentoria dentro de seu setor de atuação, com o objetivo de ampliar suas conexões e fortalecer seu projeto de atuação.

“Sabemos que as ações afirmativas — justas e necessárias — existem porque há um racismo estrutural na sociedade. A experiência com a cota para as mulheres, com fraudes e resistência de partidos, que se repetem agora com a cota para candidaturas negras, apenas nos mostra a necessidade e a urgência de apoiar lideranças negras de origem periférica que aspirem aprimorar suas competências e habilidades pessoais para fortalecer suas atuações sociais, políticas e profissionais”, afirma Viviane Soranso, coordenadora do programa de Gênero e Raça da Fundação Tide Setubal.

Para se inscrever é preciso ter a partir de 20 anos e apresentar uma carta de recomendação emitida pelos seus pares, parceiros institucionais, empresas, coletivos ou redes, reconhecendo a sua trajetória e compromisso com as periferias urbanas brasileiras ou contextos periféricos urbanos e reconhecendo a sua experiência na liderança de processos, equipes e iniciativas na modalidade de atuação e categoria em que está se inscrevendo.

Serão apoiados com intercâmbios, cursos de idiomas, pós graduação, cursos temáticos, participação em eventos (seminários e congressos) indivíduos com trajetória periférica, negros (as), com atuação de destaque e aspiração a posições de maior liderança nos setores de política institucional; mercado de trabalho; ações sociais, culturais e/ou artísticas; e empreendedorismo.

O edital é a primeira iniciativa do Fundo Alas, ainda em construção, que apoiará lideranças negras em diferentes momentos de vida (ainda na escola, na faculdade, no mercado etc). Além de liderado pela Tide Setubal, o fundo é realizado em parceria com o Instituto Ibirapitanga e a Porticus América Latina.

“Iniciativas como o edital reconhecem as enormes desigualdades a que estão submetidas pessoas negras no Brasil e trabalham sobre essa distorção para criar possibilidades concretas para que essa população possa ter estrutura para acessar espaços usualmente ocupados pelas minorias brancas, que sempre detiveram o poder. Mostram também, para o campo da filantropia brasileira, como é importante centralizar o enfrentamento ao racismo em seus programas e que apoiar lideranças é mexer nas estruturas mais profundas e perversas da desigualdade da nossa sociedade”, complementa Iara Rolnik, diretora de programas do Instituto Ibirapitanga.

Para mais informações, acesse o edital.

 O povo preto quer narrar suas histórias

Vivemos em um mundo de disputa. Nossa sociedade tem profundas marcas das desigualdades que foram desenhadas ao longo da história. Na atualidade parece que há espaço para debate, a tão falada representatividade está sobre a mesa.
Mas o povo preto quer mais. Queremos narrar nossas próprias histórias. Queremos ter direito de fala não somente quando essa é concedida. Somos múltiplos, somos muitos e plurais. A ótica de ser preto no Brasil se revela como um espectro, tamanha a diversidade dos povos ancestrais que nos originaram, e a variedade de experiências que podemos ter e ser. Pertencer. O que nos conecta é pele.

Apoie o Alma Preta e nos ajude a continuar contando todas essas histórias.

Vamos fazer jornalismo na raça!

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com