O Brasil será o primeiro país fora do continente africano a receber uma edição do concurso

Texto / Redação | Imagem / Sérgio Fernandes | Edição / Simone Freire

Em 2020, o concurso fotográfico promovido pelo Movimento Wikimedia chega pela primeira vez ao Brasil, com apoio dos coletivos Di Jejê, iniciativa que difunde a produção de conhecimento oriunda da diáspora africana, e o Afrotometria, grupo de fotógrafos engajados em disseminar e valorizar a cultura de matriz africana no país. Com inscrições abertas até 31 de março, a premiação é voltada exclusivamente para profissionais afro-brasileiros. 

Transporte é o tema central desta edição que selecionará 10 fotografias. Os primeiros três colocados irão concorrer às seguintes premiações: U$ 1.000 para o primeiro colocado; U$ 800 para o segundo colocado; e U$ 550 para o terceiro colocado.

Difusão da diáspora

Além de apoiar a difusão do prêmio Wiki Loves África no Brasil, o coletivo Di Jejê também está colaborando com a produção de verbetes que tem o objetivo de traduzir o legado do prêmio para a cultura afro-brasileira. Além disso, está articulando outras parcerias entre a comunidade negra para mobilizar fotógrafos negros a participarem ou apoiar a realização do concurso.

Curadoria e exposição

Uma das parcerias articuladas viabilizou a curadoria do concurso, que será realizada pelo Afrotometria, coletivo de fotógrafos pretos que possui uma diversidade de gênero e olhares em suas produções autorais, enraizadas na cultura afro-brasileira. Um dos trabalhos de maior destaque da iniciativa é a exposição coletiva ‘Fotopreta’, que reuniu produções de 30 fotógrafos, em novembro de 2018, na cidade de São Paulo.

O acervo referente as 10 fotos selecionadas pelos fotógrafos que compõem o coletivo fará parte de duas exposições especiais, que serão realizadas após a divulgação dos vencedores. Com datas a serem definidas, o coletivo Di Jejê promoverá na cidade de Florianópolis, a primeira exposição que será realizada em um espaço cultural que difunde a cultura afro-brasileira; e em São Paulo, o Afrotometria está preparando outra exposição para contemplar e reverenciar os vencedores.

Segundo Fernando Solidade, integrante do coletivo Afrotometria, o concurso é uma plataforma maior para gerar um legado de informações sobre a diáspora africana. “A ação toda é maior, porque ela vem de uma necessidade de se gerar verbetes no sistema Wiki sobre África, incluindo a Diáspora. Então aqui no Brasil além do concurso de fotografia, será realizada uma ação no ultimo fim de semana de março, para criação de verbetes sobre coletivos, comunidades e personalidades pretas.”

Mais Informações:

Concurso Fotográfico Wiki Loves África

Link para inscrição: https://commons.wikimedia.org/wiki/Commons:Wiki_Loves_Africa_2020_no_Brasil

Contato: Fernando Solidade

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: (11) 9.7180-7707

bannerhorizontal

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com

Mais Lidos