A cantora, ativista e ex-filiada ao partido dos panteras negras quer estreitar relações com o movimento negro do Brasil.

Texto / Divulgação
Imagem / Divulgação

Conhecida mundialmente como a Rainha Mãe do Afrobeat, Sandra Izsadore é cantora, compositora e ativista. Uma das mulheres mais importantes na vida do multi-instrumentista Fela Kuti, chega ao Brasil no dia 24 de novembro de 2017 e passará por Brasília, Bahia e São Paulo, realizando shows e batendo um papo sobre militância e o movimento negro americano.

“Estar no Brasil no mês da consciência negra é muito simbólico, tenho uma conexão forte com o país e espero estreitar relações com o movimento negro de lá e com os entusiastas da música africana”, diz Sandra Izsadore.

A Movimentar Produções é a produtora responsável por trazer esta grande artista, após a turnê da dupla nova-iorquina Oshun, a empresa de quatro mulheres negras decidiram que era hora de fazer uma conexão entre o passado e o presente.

“Conheci Sandra quando fui à Nigéria, sou pesquisadora da história de Fela Kuti e saber a importância dela na vida dele foi fundamental. É importantíssimo tê-la no Brasil este mês para compartilhar suas experiências e sua música conosco. Estamos trazendo um de nossos tesouros do movimento negro”, diz Vanessa Soares, sócia da Movimentar.

Sandra irá fazer apresentações únicas, na cidade de Brasília a cantora se apresenta no Festival Latinidades junto a Banda Ifá Afrobeat e em São Paulo, no Teatro Sérgio Cardoso, com a banda Èkó Afrobeat. Ainda em SP, a ativista irá bater um papo sobre militância e movimento negro no Centro de Formação e Pesquisa do SESC.

Na Bahia, a ex-filiada aos Black Panther se encontra com grandes nomes de mulheres negras da diáspora para um bate-papo sobre possibilidades de militância no combate ao racismo institucional, estrutural e de gênero. O evento será promovido pela Secretária de Cultura do Estado da Bahia. Além desta ação, a ativista irá visitar Carlos Moore, autor da biografia autorizada de Fela Kuti, onde dedica um capítulo inteiro para Sandra Izsadore. No livro, é possível descobrir que o lendário rei do Afrobeat não possuía consciência de sua africanidade, foi após conhecer Sandra que Fela construiu suas ideias políticas e raciais, modificando consideravelmente seu modo de ver o mundo e sua música.

Serviço:

Data: 24. 11. 2017
Cidade: Brasília
Formato: Show c/ banda Ifá Afrobeat
Local: Areninha - Estádio Nacional Mané Garrincha
Evento: https://www.facebook.com/events/160839504512925/
Apoio: Festival Latinidades

Data: 27.11. 2017
Cidade: Salvador
Evento: Debate: Encontro de mulheres da diáspora com Sandra Izsadore – Rainha Mãe do Afrobeat.
Horário: 19h.
Local: Goethe-Institut -
Entrada: Gratuita.
Apoio: Secretária de Cultura do Estado da Bahia.

Data: 29.11.2017
Cidade São Paulo
Formato: Bate-papo
Horario: 14h30
Local: Centro de Formação e Pesquisa do Sesc.
Evento: https://www.facebook.com/events/141216056508371/
Ingressos: https://www.sescsp.org.br/aulas/136552_SANDRA+IZSADORE+A+RAINHA+MAE+DO+AFROBEAT
Apoio: Centro e Formação de Pesquisa do Sesc.

Data: 29.11.2017
Cidade: São Paulo.
Formato: Show com banda Èkó Afrobeat
Horário: 21h
Local: Teatro Sérgio Cardoso
Evento: https://www.facebook.com/events/125310621487252/
Ingressos: https://www.ingressorapido.com.br/venda/?id=3112#!/tickets
Apoio: APPA - Associação Paulista Amigos da Arte | Governo do Estado de São Paulo.

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Onde Estamos

Endereços e Contatos
18-80. Jd Nasralla - Cep: 17012-140
Bauru - São Paulo
contato(@)almapreta.com

Mais Lidos