As três intelectuais pautam o novo curso do Coletivo Di Jejê sobre Feminismo negro a partir de uma perspectiva contemporânea.

Texto / Vinicius Martins
Imagem / Divulgação

O Coletivo Di Jejê oferece neste mês de agosto o curso online inédito “O que é Feminismo Negro?” baseado nas contribuições intelectuais de Belinda Paiva de Brito, Djamila Ribeiro e Sueli Carneiro. O curso começa no dia 10 de agosto e vai até 30 de outubro. As inscrições podem ser feitas aqui.

A atividade tem duração de dois meses, carga horária de 90 horas e é realizada totalmente online, por meio da plataforma Moodle. Os inscritos terão direito a um certificado ao concluir o curso. O conteúdo se baseia na pesquisa “Feminismo Negro no Brasil: um paradigma em construção” idealizada pela coordenadora do Di Jejê, Jaqueline Conceição.

“O objetivo é apresentar as pessoas a produção acadêmica das três intelectuais, bem como referencial teórico, campos de pesquisa, objetos de estudo e publicações mais relevantes. É importante destacar a produção acadêmica de nossas intelectuais negras contemporâneas”, afirma Jaqueline.

A pesquisadora destaca que o tema ganha grande importância ao se levar em conta que Belinda, Djamila e Sueli mantém atuação firme ainda hoje para a produção de conhecimento nos estudos sobre raça e gênero.

“Elas não contribuíram, elas contribuem. Através de atuação política, militancia e produção acadêmica de qualidade sobre a condição não só da mulher negra, como também do indivíduo negro no Brasil”, ressalta.

As três intelectuais escolhidas para o curso possuem posições estratégicas em suaas trajetórias: Belinda Paiva de Brito coordena o Instituto Odara e é membro do secretariado da ONU Mulher; Djamila Ribeiro é mestra em Filosofia Política pela Universidade Federal de São Paulo e ex-secretária adjunta de direitos humanos da cidade da capital paulista; e Sueli Carneiro tem histórica atuação no movimento negro brasileiro é fundadora do Geledés, Instituto da Mulher Negra.

Jaqueline Conceição destaca que a urgência de se compreender as contribuições desses três nomes: “estudar o que essas intelectuais vem produzindo é uma forma de nos potencializarmos para os enfrentamentos do presente, uma vez, que elas pautam o agora”.

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Onde Estamos

Endereços e Contatos
18-80. Jd Nasralla - Cep: 17012-140
Bauru - São Paulo
contato(@)almapreta.com

Mais Lidos