O rapper Afro X escreveu uma carta de repúdio contra a decisão tomada pela prefeitura de São Bernardo.

Texto / Afro X
Imagem / Reprodução

Sentimo-nos envergonhados qual tamanha falta de humildade com a organização, os grupos e voluntários do evento sociocultural Natal Solidário no Calux - Rap pela Paz isso nos faz lembrar dos tristes episódios dos tempos da ditadura... Se um dos mestres da MPB foi barrado, imagina o rap.

É com extrema indignação que venho me manifestar através das redes sociais, pois o evento "NATAL SOLIDÁRIO - RAP PELA PAZ” foi cancelado pelo prefeito Orlando Morando sem nenhuma justificativa plausível nem técnica. O trâmite burocrático foi feito dentro do prazo estabelecido, a entrega das autorizações foi realizada no dia 22 de novembro e protocoladas nas respectivas secretarias responsáveis, ao mesmo tempo que coletamos as assinaturas dos moradores da rua do evento.

Esta semana foi muito tensa, desde a segunda-feira corremos dia e noite pois viemos a saber através de terceiros que a prefeitura vetaria e agiria com truculência caso fizéssemos o evento.

Em resumo, só conversa fiada! Não tivemos nenhum parecer técnico cabível, além disso, no local já ocorreram inúmeros eventos de mesmo porte ou maiores sem que houvesse qualquer ocorrência. A gestão atual não deu outra opção para suprir a demanda desta comunidade carente do social, cultura e lazer que é assegurado por nossa constituição Brasileira. Foi negado o direito à cidadania e liberdade de expressão.

Encaramos como perseguição e desrespeito, haja vista que o Prefeito e as secretarias não deram nenhuma resposta plausível, vetando nosso evento e o denunciando ao Ministério Público. Além disso, moradores do Jardim Calux estão sofrendo há anos com a repressão e com a ausência do Estado.

Cinjo-me de luto porque também não respeitaram os artistas - lideranças comunitárias que voluntariamente se solidarizaram com a causa.

Está, por sua vez, vai muito além do evento cultural, é também uma manifestação em protesto pelo genocídio de jovens assassinados brutalmente por motivo fútil, por serem negros, ou de descendência nordestina.

Em memória de todos que perderam suas vidas precocemente e familiares vítimas do descaso das autoridades.

Vamos reagir contra essa opressão!

Todos aqueles que se sentirem sensibilizados COMPARTILHEM, não abram mão dos seus direitos, diga não ao preconceito pois só assim construiremos uma sociedade mais justa e igualitária: respeitando o próximo...

Eu Afro-X, Bad, moradores do Jd. Calux, organização do Evento, Ong. Super Ação, artistas, rappers, ativistas culturais e sociedade pedimos seu apoio para fazer valer a democracia na prática!!!

#maisculturapropovo #natalsolidario #jdcalux #luto #democracia #direitoshumanos #respeitanois #justicasocial #foraditadura #liberdadedeexpressao #rappelapaz #afrox #509e #bad #tribunalpopular #dexter #cultura #juventude #hipho

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Onde Estamos

Endereços e Contatos
18-80. Jd Nasralla - Cep: 17012-140
Bauru - São Paulo
contato(@)almapreta.com

Mais Lidos