Evento acontece em 10 de outubro e reúne jovens mulheres de destaque em suas comunidades para conversar sobre temas variados. Inscrições são gratuitas.

Texto e Imagem / Divulgação

São Paulo, outubro de 2017 - Com o objetivo de criar um espaço de protagonismo, diálogo e destaque para meninas e mulheres que estão mudando o mundo, a Plan International Brasil promove no dia 10 de outubro, a partir das 9h30, o Girl’s Talk – evento que reúne histórias inspiradoras num encontro aberto ao público e gratuito no Capão Redondo.

O dia 10 de outubro não foi escolhido ao acaso: ele marca a abertura do Dia Internacional da Menina, celebrado em 11 de outubro, e que chega à sua sétima comemoração. A data foi instituída pela ONU para evidenciar a desigualdade de gênero que coloca meninas e mulheres em desvantagem na sociedade.

É necessário discutir a desigualdade de gênero, a realidade das meninas em todos os cenários, principalmente nas periferias e regiões onde enfrentam mais dificuldades para terem seus direitos respeitados e garantidos.

"Queríamos criar um conteúdo que incentivasse as meninas a lutarem contra a discriminação, a violência e a desigualdade. Então convidamos para palestrar jovens mulheres que, com muita luta e criatividade, têm superado barreiras para ocupar os espaços a que têm direito na sociedade. Essas palestrantes são a inspiração para que outras meninas no Capão e no Brasil lembrem que elas podem ser quem elas quiserem, não importa o seu gênero, sua raça ou sua classe social", diz Viviana Santiago, gerente técnica sobre gênero da Plan International Brasil.

O evento terá uma programação pela manhã e outra à tarde e os participantes podem se inscrever para assistir uma delas ou ambas. As inscrições são gratuitas e são feitas acessando o formulário disponível em bit.ly/girlstalkparticipe. Mas as vagas são limitadas, de acordo com a capacidade do Teatro do CEU Capão Redondo. Após o evento, o conteúdo das palestras será disponibilizado no canal da Plan International Brasil no Youtube.

O Girl’s Talk é uma demonstração expressiva do potencial e dos brilhantes caminhos que as meninas e mulheres podem e devem ocupar – apesar da imperfeição da realidade que aos poucos está se transformando. A programação reúne nomes de peso como Mel Duarte, poeta, Eliane Dias, coordenadora da SOS Racismo, Maria Clara Araújo, afrotransfeminista, Jéssica Moreira, co-fundadora do coletivo Nós Mulheres da Periferia, Viviana Santiago, Coletivo Oniras, Alice Juliana, Juventude em Ação Social Comunitária, Anná, cantora e compositora, Buh D'Angelo, InfoPreta, Carolina Peixoto, uma das criadoras do Slam das Minas, e Gabi Oliveira, do canal "DePretas".

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Onde Estamos

Endereços e Contatos
18-80. Jd Nasralla - Cep: 17012-140
Bauru - São Paulo
contato(@)almapreta.com

Mais Lidos